Dia 10 de julho é Dia da Pizza
Domingo | 14 de Julho de 2024  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quarta-feira | 10 de Julho de 2024    10h30

Dia 10 de julho é Dia da Pizza

Gregos e egípcios, lá na Antiguidade, já faziam discos de farinha temperados com azeite e ervas, assim como os romanos.

Fonte: Conteúdo MS
Foto: ilustrativa

Aproveitando a chegada de 10 de julho, oficialmente o Dia da Pizza, é bom esclarecer que, apesar de a Itália ser a grande escola de qualidade e estilo da receita à base de massa com farinha de trigo, não foram os italianos os inventores do prato.

Gregos e egípcios, lá na Antiguidade, já faziam discos de farinha temperados com azeite e ervas, assim como os romanos.

De acordo com o professor de Gastronomia da Wyden, Vithor Giovani, "A pizza moderna, que conhecemos hoje, teve origem em Nápoles na Itália no século XVIII. Foi nessa época que se adicionou o tomate na receita, pois as pessoas mais pobres tinham acesso a esse alimento e, assim, o acrescentavam na pizza”, explica o docente.

De acordo com a ECD Food Service, o Brasil é o segundo país que mais consome essa comida.

Além da Itália, país responsável pela popularização do prato, os principais países onde a pizza é muito famosa são o Brasil e Estados Unidos, cada um agregando variações de sabores e ingredientes.

O professor Vithor acrescenta, ainda, que outra curiosidade é sobre a pizza marguerita, que leva, além da massa, o tomate, queijo e manjericão.

Ele explica que ela foi criada por Raffaele Esposito, em 1889, em homenagem à rainha Marguerita da Itália, e tinha as cores da bandeira italiana. “A primeira pizzaria conhecida foi a Antica Pizzeria Port’Alba, em Nápoles, datada de 1830. Ela funciona até hoje”, acrescenta Giovani.

Versátil
Um das melhores qualidades da pizza é a sua versatilidade. Ela combina com praticamente tudo, não variando apenas um quesito - a qualidade da massa. A massa é o 'coração' da receita, precisa ser saborosa e preparda com farinha de boa qualidade, para começar. A variação das coberturas é discussão que varia de país a país, o que importa é agradar.

“Quanto às coberturas, podem ser as tradicionais, como tomate, queijo muçarela, pepperoni e calabresa. Pode ser também mais gourmet com figo, trufas, queijos de cabra, presunto de Parma e etc”, pondera Vithor. Quanto ao molho, ele reforça que pode ser o tradicional molho de tomate, o molho bechamel, prato e até o barbecue", completa o professor.

Os métodos de cozimento são diversificados também: o tradicional forno à lenha, forno elétrico, forno a gás e até mesmo churrasqueira ou frigideira. 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2024.