Diretor de escola é alvo de denúncia de assédio contra aluna de 15 anos
Quinta-feira | 19 de Maio de 2022  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Sexta-feira | 13 de Maio de 2022    15h17

Diretor de escola é alvo de denúncia de assédio contra aluna de 15 anos

Mãe tomou conhecimento das mensagens que eram enviadas para a filha e entregou prints das conversas para a polícia

Fonte: Vinicius Costa -  JD1 News
Foto: Reprodução

Marcos Eduardo Carneiro, diretor da Escola Municipal Efantina de Quadros, em Nova Andradina, foi denunciado pelo crime de assédio sexual contra uma aluna, de 15 anos. A mãe da vítima, de 37 anos, tomou conhecimento do caso e fez o registro da ocorrência na polícia quarta-feira (11).

Os avanços do educador contra a menina aconteciam por meio das redes sociais, onde eles trocavam mensagens desde o início do ano. A mãe da adolescente entregou alguns prints para a DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), que passou a investigar o caso.

Em trecho das conversas, o diretor encaminha uma mensagem afirmando que gostaria de dar uma 'mordidinha' na boca da aluna. "Eu fico olhando a sua foto. Você tem uma boca maravilhosa. Sem maldade, mas dá uma vontade de dar uma mordidinha (risos)", como divulgou o site Jornal da Nova.

Tomando conhecimento da situação, a menina repudia a ação do educador e contesta o avanço. "Vixi, pode não irmão". Mesmo assim, Marcos ainda insiste dizendo que "ela é linda mesmo", se referindo a boca da aluna.

Constantes elogios faziam parte dos avanços do diretor para tentar se aproximar da adolescente. Em um dos trechos, datado em 23 de abril deste ano, ele a convida para sair e que seria "quando você quiser e puder. É só me avisar".

Porém, na última segunda-feira (9), a vítima decidiu por um basta na situação para que ela não seguisse adiante. "Diretor, posso te falar uma coisa. Eu fui pegando simpatia com o senhorsó para ver até onde você ia com seu caráter. Na moral, mesmo quando eu estudava aí eu te admirava, mas depois que sai sua máscara caiu", esbraveja a adolescente em mensagem encaminhada a Marcos Eduardo.

E ela acrescenta que o educador havia comentado em um post, que era público e muitas pessoas estariam repassando o print - comentário no qual a mãe teve acesso e por isso motivo, procurou a Polícia Civil para registrar o boletim de ocorrência.

O diretor ainda tenta reverter o caso, pedindo desculpas e aceitando que errou. "Me desculpe. Eu sei que eu errei com o meu comentário. Foi um comentário infeliz".

Por conta do episódio de assédio sexual, o diretor foi afastado de suas funções como informou a Semec (Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura), informando que foi aberto um PAD (Procedimento Administrativo Disciplinar) contra Marcos.

O caso está sendo investigado pela delegada Daniella Nunes, que informou ao site que na apuração policial, a vítima recebia mensagens inoportunas em suas redes sociais. E por envolver uma menor de idade, não é possível dar detalhes da investigação, mas que o caso é tratado como abuso sexual.

 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2022.