Alérgica a antibiótico, paciente toma remédio na veia, passa mal e morre em Campo Grande
Domingo | 14 de Agosto de 2022  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Sexta-feira | 10 de Setembro de 2021    15h03

Alérgica a antibiótico, paciente toma remédio na veia, passa mal e morre em Campo Grande

Caso aconteceu na Santa Casa, que relata que a paciente piorou após cirurgia

Fonte: Thatiana Melo - MIDIAMAX
Foto: (Arquivo)

Após tomar um antibiótico na veia ao qual era alérgica, uma mulher de 42 anos, acabou morrendo na Santa Casa de Campo Grande, na madrugada desta sexta-feira (10). Ela havia passado por uma cirurgia no da 7 deste mês no hospital.

No boletim de ocorrência registrado como morte a esclarecer relata que no dia 23 de agosto, a mulher teria passado mal sendo levada para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) sendo depois encaminhada para a Santa Casa por volta das 22h30 do mesmo dia devido ao seu estado de saúde.

Consta na ocorrência que a paciente tinha obesidade e diabetes melitus. No dia 24 de agosto, a paciente começou um tratamento com antibióticos para cálculo no rim e anemia. Já no da 7 deste mês, a mulher passou por cirurgia da retirada do rim, mas logo após o procedimento cirúrgico, ela teria evoluído para uma parada cardiorrespiratória.

Foi tentada a reanimação por 25 minutos, mas a paciente acabou morrendo. Foi levantado no hospital, que a paciente havia evoluído para um quadro de tromboembolismo pulmonar. Uma tomografia no cérebro foi feita contestando a morte cerebral, nesta sexta (10) após a meia-noite. O relato é contestado, e segundo informações, a paciente estava se recuperando bem da cirurgia, quando no dia 8 deste mês, uma enfermeira teria ido até o quarto no período da tarde para fazer a aplicação de uma medicação.

Quando aplicou o antibiótico, a paciente começou a passar mal questionando qual medicamento era o ministrado, quando a enfermeira disse  Ceftriaxona, momento em que a mulher disse que era alérgica. Ela teve uma parada cardiorrespiratória. Foi tentada a reanimação por 30 minutos, mas ela morreu.

Jornal Midiamax entrou em contato com a Santa Casa para saber sobre o caso, mas até o momento da publicação da matéria não obtivemos respostas.  

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2022.