AMPLA VISÃO
Domingo | 25 de Fevereiro de 2024  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015   
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
mais colunas de Ampla Visão
Quarta-feira | 03 de Maio de 2023
AMPLA VISÃO

ASSANHADOS: O anúncio do presidente Joe Biden – hoje com 80 anos -  de que concorrerá a reeleição nos ‘EUA’, servindo de inspiração no Brasil no pleito de 2024. Casos dos ex-governadores Roberto Requião (PT) (PR) com 82 anos e Puccinelli  do MS (MDB (74). Lembro que Tancredo Neves se elegeu presidente aos 75 anos.

RELATIVO? A idade dos políticos é uma polêmica sem fim. Cada caso tem sua peculiaridade. Depende do cenário, da concorrência e da postura do candidato junto a comunidade. Um exemplo: em 2020 o empresário José Braz (PP) se elegeu prefeito de Muriaé (MG) (110 mil habitantes) aos 95 anos de idade. Ele faleceu em 05/06/2022.

A PROPÓSITO: “(-)...A política continua sendo coisa de velhos. A política (para o jovem) se transformou em algo asqueroso. Dela, ele (em geral) quer distância. Mentiras, decepções, corrupção, promessas não cumpridas...( - ) ...Somos campeões em indignação e ridículos em ação coletiva...( - )”. (Luiz F Gomes – jurista, ex-deputado federal (PSDB-SP) falecido em 01/04/2020

LAMENTÁVEL: No pleito de 2020 a média dos candidatos subiu para 45,6 anos, contra 44,4 anos em 2012. PSTU, MDB e PSDB as siglas que mais envelheceram e a esquerda radical a que mais se renovou. Em 2020 houve um ‘encontro de gerações’ de postulantes. O mais novo com 18 anos e o mais idoso com 92 anos.

RABUGENTOS? Não chegaria a tanto. Mas o TSE mostra que nas eleições de 2022 o PT foi o partido com a maior média de idade dos candidatos; 51,5 anos. Números que provam o envelhecimento da sigla pelo natural desgaste devido aos fatos que o leitor conhece bem. O PT perdeu assim o charme e carisma de ontem - não se renovou.

BELEZA: Com os temas rodoviários em pauta - o deputado Roberto Hashioka (União Brasil) tem colaborado no esclarecimento de aspectos técnicos envolvendo as questões. Engenheiro rodoviário e ex-diretor do Dersul, é voz ouvida com atenção nos debates legislativos sobre os planos da Agência Nacional de Transportes Terrestres referentes a duplicação da BR 163.  
XUXA: Ajudou candidatos nas eleições municipais de 1988 e Daladier Agi (PFL) em Paranaíba foi um deles. Ele pediu e Zacarias Mourão fez a paródia mesclando ‘Ilariê com Daladier’. Cantada por Tostão e Guarani ela caiu no gosto popular e influenciou o resultado com 3.996 votos de diferença contra Fabico Queiroz (MDB) apoiado pelo então governador Marcelo Miranda.

‘PASSAGEIROS’: Cada qual no seu tempo passaram pela Assembleia Legislativa: Sultan Rasslan, Daudt Conceição, Santo Tomazelli, José de Oliveira, Massal Futiami, Henrique Dedé, Pedro Paulo, Claudio Valério, Paulo Saldanha, Semi Ferraz, Humberto Teixeira, Claudinei da Silva, Sebastião Nogueira, Júlio Maia, Daladier Agi, Horácio Cerzósimo.

ALERTA: Se a redução da superfície de água no Brasil de 1985/ 2020 foi de 15%, no MS foi de 57%, a maior do país. O deputado Renato Câmara (MDB) abordou o fato com dados do ‘MapBiomas’. Brejos, lagoas, nascentes e riachos secando, a exemplo do que ocorre no Pantanal. Caminho sem volta.   O ‘bicho homem’ é o único responsável.

QUEIJO CURADO: Zeca do PT não é o mesmo deputado daquele primeiro mandato  crítico radical. Com as voltas que a vida dá (para todos nós) Zeca demonstra mais equilíbrio que emoção na sua atual postura sem arroubos. Entre a vida ou o poder, a opção de Zeca naturalmente foi pela primeira. Ora! O tempo cura o queijo.

“LULA/MEMÓRIA: “Qual foi a terra produtiva que os sem-terra invadiu? Porque os sem-terra invadiam terras improdutivas. Tinha hora que eu achava que os sem-terra estavam fazendo um favor aos fazendeiros porque estavam invadindo as terras para o governo pagar. O MST está fazendo uma coisa extraordinária, tá cuidando de produzir. ” (Candidato Lula em 25/09/2022, sabatinado no JN) 

CONTRADIÇÃO: “O agro produz com sustentabilidade e se apoia nas pesquisas e em todo o trabalho de desenvolvimento promovido pela Embrapa. Atentar contra isso está muito longe de ser ocupação, luta ou manifestação. Atentar contra a ciência e a produção sustentável é crime e crime próprio de negacionistas.” (ministro Carlos Fávero da Agricultura – criticando o MST pela invasão na Embrapa de Petrolina (PE)

CONCLUSÃO: Lula é grato ao MST. Até levou João P. Stédile à China. Antes nomeou 5 dos 7 superintendentes do Incra indicados pelo MST; também obrigou o Governo a vincular a Conab do Ministério da Agricultura para o Ministério do Desenvolvimento Agrário. Como lembra Rodolfo Nogueira (PL), o único parlamentar do MS a assinar o impeachment de Lula: “Lula ignora - o campo responde por 25% do PIB.” 

PONTO DE VISTA: Advogado e político experiente, Junior Mochi (MDB) sabe bem das consequências de abusos no universo digital. Muitas vezes o Judiciário não recoloca a verdade a tempo no devido lugar - causando estragos financeiros e morais. Aí - é a favor da regulamentação da mídia, com critérios compatíveis, mas sem o caráter de censura pró governo. 

O TEMA virou polêmica com defensores das duas correntes se digladiando na mídia e  nas tribunas legislativas. Gente leiga, se arrisca em palpitar falando bobagem.  É difícil arriscar qual será o final devido ao fator político nas falas  do Governo e do ministro Alexandre de Moraes. Lembro: Cuba, Irã, Myanmar, Coreia do Norte, Egito, China, Djibuti e  Azerbaijão censuram o conteúdo político das redes sociais.  
 

‘UNIÃO DESUNIDA’: Valerá a decisão da justiça estadual ou a decisão do diretório nacional do União Brasil? Confiante na primeira hipótese a senadora Soraya Thronicke nem apresentou chapa para concorrer na convenção marcada para esse sábado. Já a ex-deputada Rose Modesto apresentou chapa de 30 membros representando o ex-vice governador Murilo Zauith, o ex-deputado Luiz H. Mandetta e a própria Rose. O caso promete. 
LAMENTÁVEL: É o termo correto para classificar esse episódio partidário (judicializado)  que pode provocar estragos irreparáveis na sigla, com riscos de sair fragilizado e ter a imagem prejudicada. Não se pode menosprezar a importância do cacife do ‘União Brasil’ em se apresentar como protagonista – principalmente nas eleições de Campo Grande em 2024.

SINAIS & AÇÕES: Bem antes dos 3 meses de gestão anunciei que até a oposição  elogiava o governador Riedel (PSDB). Com o início das suas ações administrativas tenho ouvido mais manifestações elogiosas – desta vez de prefeitos e vereadores que visitam a Assembleia Legislativa. Todos reconhecem o estilo técnico do governante, sem rodeios e nhenhenhém.

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2024.