Morre a cantora e compositora Miúcha, aos 81 anos
Domingo | 20 de Janeiro de 2019  |    (67) 3291-3668  
 (67) 3291-3668  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Sexta-feira | 28 de Dezembro de 2018    08h24

Morre a cantora e compositora Miúcha, aos 81 anos

Irmã de Chico Buarque lançou dezessete discos ao longo da carreira de quarenta anos na música

Fonte: Veja
Foto: DEDOC/Reprodução
A cantora Miúcha

Morreu no final da tarde desta quinta-feira a cantora e compositora Miúcha, nome artístico de Heloísa Maria Buarque de Hollanda, aos 81 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, onde ela estava internada. A cantora sofreu uma parada respiratória.

Filha do historiador Sérgio Buarque de Holanda e da pianista Maria Amélia Cesário Alvim, ela era irmã de Chico Buarque, Ana de Hollanda e Cristina Buarque. Foi casada com o compositor João Gilberto, com quem teve uma filha, a cantora Bebel Gilberto. O casal se separou em 1971.

Miúcha lançou dezessete discos, solos e em parcerias, ao longo dos quarenta anos de carreira. Nasceu no Rio de Janeiro em 30 de novembro de 1937 e passou a infância rodeada por grandes nomes da música, como Vinicius de Moraes e Dorival Caymmi, frequentadores da casa de seus pais.

Quando criança, chegou a formar um grupo com os três irmãos, mas, durante a juventude, tentou trilhar outros caminhos ao ir morar na Europa, onde conheceu João Gilberto, estudar história da arte na tradicional universidade francesa Sorbonne.

No velho continente, ela se apresentava informalmente em bares e pequenas casas de shows parisienses, mas foi somente na década de 70 que ela decidiu se dedicar à carreira musical por completo. Em 1975, lançou seu primeiro disco, Miúcha, em que fez parcerias com Caetano Veloso e Gilberto Gil.

No ano seguinte, gravou quatro das dez faixas do álbum The Best of Two Worlds, de João Gilberto com o saxofonista Stan Getz. No disco, cantou versões em inglês de famosas canções da MPB e da bossa nova, como Chovendo na Roseirae Águas de Março.

Em 1977, lançou o LP Miúcha & A. C. Jobim, em parceria com Tom Jobim. O disco com doze faixas trazia composições de Tom, Vinicius de Moraes e Ary Barroso, entre outros nomes da MPB, incluindo a clássica Pela Luz dos Olhos Teus.

Ao lado de Tom, rodou o Brasil, a América Latina e a Europa em turnê e, em 1979, lançou sua segunda parceria com o compositor, o disco Miúcha e Tom Jobim. Para esse novo trabalho, gravou músicas como Falando de Amor, Dinheiro em Penca e Sublime Tortura.

 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2019.