Craque de Coxim segue na vitrine do futebol brasileiro e vai disputar segunda Copa SP
Segunda-feira | 21 de Janeiro de 2019  |    (67) 3291-3668  
 (67) 3291-3668  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quarta-feira | 19 de Dezembro de 2018    10h19

Craque de Coxim segue na vitrine do futebol brasileiro e vai disputar segunda Copa SP

Fonte: Cesar Rodrigues
Foto: Divulgação

Em novembro do ano passado o promissor zagueiro de Coxim, Diego da Silva Gomes (19) ganhava destaque porque treinava forte na busca de espaço no Linense de São Paulo e era uma promessa. Um ano depois ele segue na equipe paulista, evoluiu muito tecnicamente e chama a atenção de muitos olheiros brasileiros. Tem a presença confirmada contra o Marília do próximo dia 3. Diego é filho do conhecido Valdir Valdevino Gomes (Abençoado), treinador e presidente da ONG “Meninos do Esporte” em Coxim.  O menino foi levado há três anos pelo homem que descobriu o craque Neymar e Robinho, o Reginaldo Fino.
Diego vai disputar sua segunda “Copinha São Paulo” de Futebol Júnior. É zagueiro técnico que sabe sair jogando e chega junto quando a situação exige. Integra um time de primeira divisão e logo estará numa grande equipe paulista.   

FINO - Reginaldo Oliveira (Fino)  tem história no futebol, foi o treinador que apresentou os gramados para craques como Neymar e Robinho. Ele dá muito valor à base no futebol. Conhecido como ‘Fino’, tem 48 anos e está no futebol há 28. Parou de jogar aos 20, mas atuou na base do Santos até aos 16 anos. Meses depois de ‘pendurar as chuteiras’, começou os trabalhos nas categorias de base pela Portuguesa Santista, Santos Futebol Clube, Jabaquara, São Vicente Atlético Clube, Associação Esportiva Santacruzense, Portuguesa Londrinense, Londrina e Clube Atlético Cambé. 
Apesar da decisão de não ser mais jogador. Reginaldo optou por estar próximo aos gramados. Três anos depois, estava como técnico de um clube na Baixada Santista. Cinco anos após, era treinador do Santos. “Fiquei treinando o Santos por oito anos. Comecei em 1995 e fiquei até 2002. No ano de 2003 fui técnico da Portuguesa Santista. Foi quando o Neymar surgiu”.
O ex-técnico do craque, lembra que certa vez em conversa com o pai de Neymar, conheceu no escritório do jogador, uma sala chamada “Hall dos Treinadores”. Lá, encontra-se fotos de Neymar ao lado dos principais treinadores, dentre eles, está a foto de Reginaldo. 
 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2019.