Rio Verde alcança meta federal do programa “Criança Feliz”
Segunda-feira | 17 de Dezembro de 2018  |    (67) 3291-3668  
 (67) 3291-3668  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Terça-feira | 13 de Novembro de 2018    09h15

Rio Verde alcança meta federal do programa “Criança Feliz”

Fonte: paulo Sergio
Foto: Assessoria

 Na última quarta-feira (07) a Multiplicadora Estadual do Programa Primeira Infância no SUAS Alessandra Nery, a Coordenadora  Estadual do Programa, Edna Bordon Lopes e a Consultora da Fundação Unesco/MDS, Tuanny Ramos estiveram em Rio Verde a fim de realizar o acompanhamento da execução do Programa Criança Feliz, no município, oferecendo apoio e assessoramento in loco.  
As visitantes acompanharam um dia de atividades no Centro de Referência da Assistência Social, (CRAS), e monitoraram as visitadoras, acompanhando-as , até o atendimento.  Na oportunidade, elas destacaram como ponto forte das ações no município, a forma como vêm sendo realizado o acompanhamento e ressaltaram que Rio Verde, alcançou a meta federal proposta pelo Programa Criança Feliz. 
A Secretaria Municipal de Assistência Social, comandada pela Vice-Prefeita Dinalvinha Viana, tem intensificado as ações das visitadoras do Programa Criança Feliz nas casas das famílias contempladas com o programa. 
A Coordenação Municipal é a cargo de Adriana Salomâo Calegari que tem como supervisora do Programa Criança Feliz em Rio Verde, Gilvana Pereira da Silva, com a responsabilidade de preparar as visitadoras, Joana Darc, Joiciele Gonçalves e Elaine Castro para atender diretamente as famílias em suas casas e ainda acompanhar as ações do programa. 
Em Rio Verde são atendidas quase 100 crianças de 0 a 03 anos de idade e 08 gestantes, divididas entre as visitadoras, que promovem semanalmente visitas domiciliares, orientando os pais como estimular adequadamente o desenvolvimento das crianças.
Rio Verde,  é um dos  2.547 municípios brasileiros participantes do Programa Criança Feliz.      O programa prioriza as crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).  
A iniciativa tem como ponto central a visitação domiciliar. Técnicos capacitados vão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos, principalmente nos primeiros mil dias de vida. 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2018.