Novembro começa com custo adicional menor na energia e horário de verão
Domingo | 20 de Janeiro de 2019  |    (67) 3291-3668  
 (67) 3291-3668  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quinta-feira | 01 de Novembro de 2018    08h50

Novembro começa com custo adicional menor na energia e horário de verão

Outra alteração importante é a entrada do horário de verão no domingo, dia 04 – à zero hora os relógios devem ser adiantados

Fonte: Fernanda Mathias
Foto: Ilustrativa

 O mês de novembro começa com duas situações importantes para que o consumidor de energia elétrica esteja atento. A primeira delas, a mudança da bandeira tarifária, que estava no maior patamar (vermelho II) adicionando R$ 5,00 a cada 100 kwh consumidos para a amarela, que acrescenta R$ 1,00. 
“Havia um prognóstico de que este ano talvez não entrássemos em bandeira amarela até dezembro, mas é possível agora que persista até o fim do ano e isso decorre das chuvas que estão mais fortes e isso acaba equilibrando os subsistema. Porém, conversamos com especialistas e o sistema hidrológico ainda é desfavorável, inclusive para as prospecções relacionadas ao plantio das culturas de verão, por isso não devemos encerrar o ano com a bandeira verde”, acredita a presidente do Concen (Conselho dos Consumidores da Área de Concessão da Energisa-MS), Rosimeire Costa.
Outra alteração importante é a entrada do horário de verão no domingo, dia 04 – à zero hora os relógios devem ser adiantados em uma hora nos Estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. “O horário de verão é uma experiência importante para todos nós, porque nas primeiras horas do dia, com a temperatura mais amena, podemos desligar o ar condicionado, além de promover o melhor aproveitamento da luminosidade natural. Em compensação, temos uma explosão de consumo na parte da tarde e pedimos uso mais racional do ar condicionado em conjunto com outros aparelhos que ajudam a atenuar o calor, como umidificadores, especialmente porque este ano deve ser mais quente, chegando a 35ºC na Capital e 40ºC em cidades do interior da região do Pantanal”, alerta Rosimeire.
A partir de 16 de fevereiro de 2019, quando se encerra o horário de verão, os horários dos voos retornam ao normal.

 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2019.