Candidata suspeita de vazar prova de concurso da Polícia Civil é excluída da disputa
Sexta-feira | 14 de Dezembro de 2018  |    (67) 3291-3668  
 (67) 3291-3668  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quinta-feira | 20 de Setembro de 2018    09h20

Candidata suspeita de vazar prova de concurso da Polícia Civil é excluída da disputa

Fonte: Campo Grande News

O Governo de Mato Grosso do Sul resolveu excluir a candidata suspeita de ter vazado partes do conteúdo da prova de digitação, uma das fases do concurso da Polícia Civil. A comunicação da exclusão está no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (dia 19), assim como o resultado preliminar dos concorrentes às vagas de escrivão e investigador. O teste foi aplicado em 8 e 9 de setembro e, alguns candidatos que fizeram a prova, denunciaram o vazamento do conteúdo da prova de digitação. Vários concurseiros, inclusive, procuraram a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, para registrar boletim de ocorrência.
No dia, eles relataram que se surpreenderam ao ver fotos da prova divulgadas em grupo de WhatsApp. Na semana seguinte, o MP (Ministério Público) abriu apuração para investigar o caso.
A candidata Aline Borges, que foi excluída, afirmou anteriormente que os fiscais entregaram a folha de sua prova, portanto, que não agiu de má fé. Contudo, o correto seria deixar o mesmo para que fosse feita a correção.
Segundo a presidente da comissão, a decisão de exclusão foi baseada no que prevê o próprio edital. "É uma exclusão administrativa. Agora, a responsabilidade criminal da candidata portar a folha de texto que ela digitou será apurada na esfera criminal".

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2018.