Em busca de participação popular, câmara de Coxim reduz uso de tribuna
ertertert
asdasdasd
Sexta-feira | 06 de Abril de 2018    09h02

Em busca de participação popular, câmara de Coxim reduz uso de tribuna

Na sessão de terça-feira (04), a câmara de Coxim aprovou o projeto de resolução 002/2018, que altera a resolução 002/1994. Com isso, o tempo para cada vereador usar a tribuna, durante o grande expediente, passa de 10 para cinco minutos.

Fonte: PC de Souza
Na sessão de terça-feira (04), a câmara de Coxim aprovou o projeto de resolução 002/2018, que altera a resolução 002/1994. Com isso, o tempo para cada vereador usar a tribuna, durante o grande expediente, passa de 10 para cinco minutos. Dos 13 vereadores, 10 votaram a favor, aprovando a matéria. O presidente da câmara, Vladimir Ferreira (PT), defendeu a mudança, enfatizando que o tempo será otimizado, tornando os trabalhos mais ágeis e a sessão mais atrativa. “Nossa sessão é muito longa, acaba se tornando cansativa e, consequentemente, desestimula a participação popular. Muitas vezes começamos a sessão com a casa cheia, mas, com o passar das horas as cadeiras vão se esvaziando”, enfatizou o presidente. Quem acompanha as sessões, que acontecem todas as terças-feiras a partir das 19 horas, nota que por conta da morosidade os visitantes não ficam para a discussão e votação dos projetos, que acontecem ao final de cada sessão. Entretanto, a mudança não agradou os vereadores Lucimar Barbosa de Oliveira (PRB), Lucimeire Elias da Silva Ramos Barbosa (PR) e Valcide Batista dos Santos (PSDB). Lucimar chegou a insinuar que era um golpe. Valcide fez o mesmo enquanto o presidente falava. Do seu lugar ele sugeria o golpe. Assim que Vladimir subiu na tribuna o clima esquentou. Inicialmente ele disse que não estava entendendo o motivo da polêmica, pois atuação parlamentar não se restringe ao uso da tribuna, alertando os colegas que ela deve ser muito mais ampla. Ele também tratou logo de sugerir que alguns vereadores se informassem um pouco mais antes de falar e se direcionou a Valcide, que questionou a forma como a mudança estava acontecendo e avisou que ia percorrer os corredores da Justiça. No entendimento do tucano a mudança deveria acontecer através de um projeto de lei, mas, o presidente não perdeu a chance de dar uma aula: “o regimento interno é uma resolução, pensei que o senhor soubesse disso depois de um ano e três meses aqui dentro”, disse Valdimir se referindo a Valcide. O presidente ainda citou que desde que assumiu a função cuidou de dar mais publicidade a atuação parlamentar. “Fazemos transmissão ao vivo, divulgamos as falas nas rádios e demos início a campanhas institucionais apresentando o trabalho do poder legislativo”, finalizou Vladmir, usando apenas cinco minutos da tribuna para ir se acostumando.  
www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2018.