Homem é preso por agredir esposa a vassouradas no bairro Mendes Mourão
Sexta-feira | 14 de Dezembro de 2018  |    (67) 3291-3668  
 (67) 3291-3668  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quinta-feira | 08 de Março de 2018    08h42

Homem é preso por agredir esposa a vassouradas no bairro Mendes Mourão

J.C.L., de 41 anos, foi preso na manhã de ontem, as vésperas do Dia Internacional da Mulher, no bairro Mendes Mourão, em Coxim.

Fonte: Edição MS

J.C.L., de 41 anos, foi preso na manhã de ontem, as vésperas do Dia Internacional da Mulher, no bairro Mendes Mourão, em Coxim.
A prisão aconteceu depois que ele agrediu a esposa, E.J.S., de 53 anos, a vassouradas por volta das 19 horas de terça-feira.
O crime aconteceu na residência do casal, também no bairro Mendes Mourão. A vítima relatou que o marido chegou em casa agressivo, pois tinha ingerido bebida alcoólica.
Os dois deram início a uma discussão e ele partiu para a agressão. De acordo com “E”, o marido se armou com uma vassoura e desferiu dois golpes. Inicialmente a Polícia Militar foi acionado e encaminhou a vítima para o Pronto Socorro do Hospital Regional Álvaro Fontoura.
Ela ficou quase a noite toda em observação, mas, quando voltou para casa, encontrou o marido dormindo na cama do casal. Com medo, ele voltou para o hospital e esperou amanhecer para ir até a residência em que trabalha, de doméstica.
Logo em seguida o marido também foi até seu trabalho e começou a discutir. Desta vez a polícia conseguiu prender “J” em flagrante. Ele foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil, onde permanece a disposição da Justiça.
Segundo a delegada da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), Sandra Regina Simão de Brito, é a terceira vez que ele é preso por agredir a esposa. A primeira prisão foi em setembro e a segunda em novembro.
Ao Edição MS, a vítima contou que depois da segunda prisão decidiu dar mais uma chance ao autor, que ficou sem beber desde novembro do ano passado. Entretanto, nesta semana “J” voltou a ingerir bebida alcoólica e voltou a ficar violento.
Ela garante que não vai reatar o relacionamento, que tem pouco mais de um ano. Porém, confessa que todas as vezes que tenta se separar do marido passa a viver a base de ameaças. “Eu até consigo aquelas medidas protetivas, mas ele não respeita a lei”, finalizou de relatar seu drama. 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2018.