OCDE recomenda cortes de gastos para economizar até 7,9% do PIB
Sábado | 15 de Dezembro de 2018  |    (67) 3291-3668  
 (67) 3291-3668  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quinta-feira | 01 de Março de 2018    08h21

OCDE recomenda cortes de gastos para economizar até 7,9% do PIB

O aumento da eficiência dos gastos públicos pode levar a uma economia fiscal anual de até 7,9% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

Fonte: Agencia Brasil

O aumento da eficiência dos gastos públicos pode levar a uma economia fiscal anual de até 7,9% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. A conclusão é da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que fez uma série de recomendações ao governo brasileiro. O Relatório Econômico da OCDE de 2018 sobre o Brasil foi lançado ontem (28), em Brasília. 
A OCDE avalia que “os resultados orçamentais deterioraram-se substancialmente desde 2014, refletindo principalmente os aumentos nos gastos”. Para resolver o problema, a organização calcula que seria necessário “um excedente primário de cerca de 2% do PIB” para estabilizar a dívida pública no médio prazo. A OCDE recomenda a implementação de um ajuste fiscal planejado por meio de cortes permanentes nos gastos, além de aumentar gradualmente a idade de aposentadoria e indexar os benefícios da Previdência aos preços ao consumidor e não ao salário mínimo.

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2018.