Gás de cozinha fica mais barato, mas preço não alivia alta dos últimos meses
Domingo | 17 de Fevereiro de 2019  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Segunda-feira | 05 de Fevereiro de 2018    08h10

Gás de cozinha fica mais barato, mas preço não alivia alta dos últimos meses

Em quatro semanas, redução foi de 2,6%, mas em um ano, aumento foi de 14%

Fonte: Campo Grande News
Foto: Divulgação

O gás de cozinha ficou mais barato neste início de mês em Mato Grosso do Sul, mas continua caro se considerados os valores praticados no ano passado. Nas últimas quatro semanas, o preço médio do produto caiu 2,6% no Estado e 6% na Capital. No entanto, em 12 meses, os aumentos respectivos foram de 14% e de 8,27%.

Os números são de levantamentos da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O preço médio do gás, verificado na semana passada, foi de R$ 73,44 nas revendas de Mato Grosso do Sul. Em janeiro, do dia 7 a 13, o valor médio foi de R$ 75,41.

A queda, de R$ 1,97, não é suficiente para amenizar o peso acentuado do custo do produto no orçamento das famílias. Isso porque o gás encareceu, em um ano, muito acima da inflação geral.

A alta foi de 14% e a inflação, medida pela IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), acumula variação de 2,95% em 12 meses encerrados em dezembro. Ou seja, mesmo mais barato, o gás subiu quatro vezes mais que a inflação.

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2019.