• Painel de Controle
Domingo, 20 de Agosto de 2017
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Domingo

16ºMIN30ºMAX

Coxim - Segunda

10ºMIN24ºMAX

Coxim - Terça

14ºMIN27ºMAX

Coxim - Quarta

18ºMIN33ºMAX

Ministro interino da Cultura pede demissão
Em carta entregue à presidência da República, João Batista de Andrade alega "desinteresse em ser efetivado" no cargo

Veja              16/06/2017    17h16

 

O ministro interino da Cultura, João Batista de Andrade, pediu demissão ao presidente Michel Temer nesta sexta-feira. À frente da pasta desde que o ex-ministro Roberto Freire (PPS) deixou o governo, há pouco mais de um mês, Andrade alega na carta entregue à presidência “desinteresse em ser efetivado como ministro”.

“Comunico a Vossa Excelência, respeitosamente, o meu desinteresse em ser efetivado como Ministro de Estado da Cultura, posto que venho exercendo interinamente, e por determinação legal do regimento interno, por ser o atual Secretário-Executivo do Ministério da Cultura. Assim sendo, confirmo a minha disposição para contribuir de forma mais proativa possível com a transição de gestão no Ministério da Cultura, até a nomeação do próximo Ministro de Estado da Cultura e seu respectivo Secretário-Executivo”, diz Andrade na carta de demissão.

Cineasta, João Batista de Andrade foi secretário-executivo da Cultura durante a passagem de Freire na pasta. Ele ficou no ministério em período de transição, assim como boa parte dos indicados do PPS, mas vinha tendo problemas, por exemplo, na sucessão da presidência da Ancine, ainda sob influência do PCdoB, que comandou a agência na era petista.

Presidente do PPS, Roberto Freire deixou o governo depois de as delações premiadas de executivos da JBS atingirem em cheio o presidente. Ele tomou a decisão depois que Temer negou que renunciaria. Freire defendeu o desembarque de seu partido da base aliada, o que não aconteceu. A legenda mantém o Ministério da Defesa, comandado por Raul Jungmann.

“A decisão de sair é política do partido, todos achavam que eu devia sair. Não volto atrás. Mas não vamos fazer oposição ao governo. O Raul fica por causa das Forças Armadas, ali é melhor não criar nenhum problema ” disse Roberto Freire.


   
PUBLICIDADE
FB
PUBLICIDADE
Dinapoli
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Fromulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.