• Painel de Controle
Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Quarta

18ºMIN25ºMAX

Coxim - Quinta

19ºMIN25ºMAX

Coxim - Sexta

18ºMIN30ºMAX

Coxim - Sábado

20ºMIN30ºMAX

Comandante do 47º BI diz que sargento pode ser excluído do Exército
Caso Marcilon

              25/05/2017    12h42
foto: Edição Ms

 

Na segunda-feira (22), o comandante do 47º Batalhão de Infantaria, coronel Everton Lauriano Pedro, recebeu a imprensa na sede do Guerreiro Pantaneiro, as margens da BR-163, em Coxim, para falar sobre o caso do sargento Glaydston Pinheiro, de 23 anos, que atirou na boca do assessor parlamentar Marcilon Marçal, de 33 anos, na madrugada de domingo (21), em Coxim.

O coronel explicou que, depois de transitado em julgado os processos de tentativa e homicídio e porte ilegal de arma de fogo, o sargento deve responder a um processo administrativo no Exército, que pode resultar, inclusive, em sua expulsão caso ele seja condenado. Entretanto, é importante ressaltar, que vai ter direito à ampla defesa, em todas as esferas.

Everton tranquilizou a sociedade coxinense, garantindo que o Exército vai cumprir tudo o que for determinado pela polícia e, posteriormente, pela Justiça. Segundo o coronel, o sargento ainda não tem estabilidade e está preso numa sala do 47º BI, onde tem uma cama e banheiro. Ele tem direito diariamente a banho de sol de duas horas, assim como visitas também por duas horas.

Everton explica que apenas o advogado pode visitá-lo fora desse horário. Além disso, o preso tem direito a ligações, mas não tem acesso a regalias, como televisão, computador ou celular. Na tarde de terça-feira (23), Pinheiro deve participar da audiência de custódia, onde vai ser definido se ele continua preso ou se vai responder ao processo em liberdade.

A pedido da imprensa, o comandante pediu que Pinheiro fosse questionado sobre a possibilidade de conversar com as equipes de reportagens que estavam no local, para que pudesse apresentar sua versão, mas, mais uma vez, o sargento se negou. Por enquanto, a única informação por parte do autor é de que ele tenha alegado legítima defesa.


   
PUBLICIDADE
FB
PUBLICIDADE
Dinapoli
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Fromulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.