• Painel de Controle
Domingo, 25 de Junho de 2017
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Domingo

19ºMIN31ºMAX

Coxim - Segunda

18ºMIN31ºMAX

Coxim - Terça

19ºMIN31ºMAX

Coxim - Quarta

19ºMIN31ºMAX

A hora e a vez dos pequenos produtores
Agronegócio

Carlos Pires              23/05/2017    12h27

 

As propriedades rurais brasileiras de pequeno e médio porte são compostas por grande parte dos pequenos agricultores do país, que geralmente é composta de trabalhadores rurais que produzem diversas culturas com pouca tecnologia e mão de obra familiar.

Ocasionalmente essas propriedades são desprovidas de aplicação de técnicas, tecnologias e conhecimentos. Diante disso, sua produção agropecuária e agrícola é de baixa produtividade. Essa configuração rural encontra-se nessas condições em virtude da falta de incentivo por parte do governo, que não oferece linhas de crédito com facilidades para pagar, amparo técnico e subsídio, e impedidos de comercializarem seus produtos.

Apesar da extrema relevância exercida por esses produtores rurais, quem consegue incentivo e facilidades na obtenção de créditos nas instituições financeiras para a compra de equipamentos, tecnologias, máquinas são os grandes produtores. Esses têm elevados índices de produtividade e, portanto, uma alta lucratividade. A produção desses grandes produtores são geralmente monoculturas destinadas à exportação e não ao mercado interno. 

Essa questão é preocupante, pois os pequenos e médios produtores convivem com dificuldades produtivas, como baixa produtividade, baixo preço, altos custos etc. Tais problemas forçam a venda das propriedades que geralmente são adquiridas por grandes latifundiários ou mesmo empresas desse ramo que desenvolvem agropecuária de precisão.

Mesmo com as adversidades, os pequenos produtores respondem por grande parte dos alimentos dispostos no mercado interno, boa parte dos alimentos da mesa dos brasileiros é oriunda dos pequenos agricultores.

A queda do grandes latifundiários que detinham o poder de comercialização com os escândalos recentes da operações contra a corrupção que envolve, por exemplo, a JBS, traz um alento aos pequenos produtores rurais que, muitas vezes, precisavam vender seus produtos para os ‘atravessadores’, à preço de banana, para subsistir. Agora, não mais.

O leite, a carne, os ovos, os hortifrutigranjeiros comercializados pelos ‘atravessadores’ não chegam nem aos pés da qualidade daquilo que é produzido no campo, que vale ressaltar, não possui qualquer tipo de agrotóxico ou impureza.  Sem a presença dos ‘atravessadores’, a população ganha em qualidade e oferta de preços. 

Não há na história deste país, além que tenha sido contaminado ou tivesse morrido por qualquer tipo de alimento oriundo no campo. Se fosse assim, nossos pais não teriam sobrevivido e certamente não produziríamos esse tipo de reportagem. Vale destacar que a ação dos pequenos e médios produtores fortalece a economia das pequenas cidades, gera renda, empregos e consolida o desenvolvimento da região e do país. 

 


   
PUBLICIDADE
FB
PUBLICIDADE
Dinapoli
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Fromulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.