• Painel de Controle
Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Sexta

17ºMIN26ºMAX

Coxim - Sábado

20ºMIN32ºMAX

Coxim - Domingo

16ºMIN25ºMAX

Coxim - Segunda

13ºMIN24ºMAX

Rosberg vence e Hamilton fica em segundo no GP do México
Apesar da pressão de Hamilton, Rosberg manteve a ponta na largada

              02/11/2015    10h55

Um grande público marcou o retorno do GP do México após 23 anos e assistiu a um passeio das Mercedes. Mesmo tendo o companheiro Lewis Hamilton próximo por toda a prova, Nico Rosberg se segurou na ponta e venceu. Valtteri Bottas, da Williams, foi o terceiro. Entre os brasileiros, Felipe Massa foi o sexto colocado e Felipe Nasr abandonou, com problemas nos freios.

Apesar da pressão de Hamilton, Rosberg manteve a ponta na largada. Mais atrás, Vettel tocou-se com Ricciardo e teve um furo no pneu, caindo para último. Kvyat, então, pulou para terceiro, seguido pelo companheiro de Red Bull e por Bottas. O finlandês e Felipe Massa protagonizaram um forte duelo na primeira volta, e Verstappen se aproveitou para superar o brasileiro. Perez, Sainz e Hulkenberg completavam o top 10 e Felipe Nasr manteve o 15º lugar.

Logo na volta 8, Bottas foi o primeiro a parar, colocando pneus médios. Massa entrou logo em seguida. Com pilotos tendo muita dificuldade com o desgaste e outros com pneus novos, a corrida ficou mais movimentada no meio do pelotão, enquanto as Mercedes continuavam com sua briga particular, com a diferença ficando na casa de 1s5.

Na volta 23, os finlandeses Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas voltaram a se estranhar enquanto brigavam pelo sexto lugar. Diferentemente do que ocorreu no toque dos dois na última volta do GP da Rússia, desta vez foi Raikkonen quem abandonou, em uma batida que foi considerada acidente de corrida.

Com a parada de Verstappen e dos pilotos da Red Bull, já depois da volta 20, a estratégia da Williams funcionou, pelo menos naquele momento: Bottas e Massa subiram para quarto e quinto. Porém, havia a possibilidade de que os rivais diretos do time inglês não parassem mais. Assim, após os primeiros pit stops, Rosberg liderava, seguido por Hamilton, Kvyat, Bottas, Massa, Ricciardo, Hulkenberg, Verstappen, Sainz e Perez. Felipe Nasr era o 16º.

Por ter parado duas voltas depois de Rosberg, Hamilton perdeu tempo e a diferença entre os dois subiu para cerca de 3s. Mas a vantagem das Mercedes era tanta que, apenas como precaução, os dois pilotos ainda fizeram outra parada - apesar de Hamilton ter questionado a estratégia.

Instantes depois de Massa ter sido ultrapassado por Ricciardo, na briga pelo quinto lugar, Vettel bateu e provocou a entrada do Safety Car. Com isso, a maioria dos pilotos fez sua troca e as estratégias se misturaram, com alguns pilotos, como as Mercedes e as Williams, com os pneus duros, e as Red Bull com os macios.


   
PUBLICIDADE
FB
PUBLICIDADE
Dinapoli
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Fromulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.