Coxim perde “Manoel do pão” para o Coronavírus, oitava vítima da região norte
Sábado | 15 de Agosto de 2020  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Domingo | 12 de Julho de 2020    17h57

Coxim perde “Manoel do pão” para o Coronavírus, oitava vítima da região norte

“Manoel do pão” para o Coronavírus (Covid-19). Ele estava internado no Hospital Regional Rosa Pedrossian

Fonte: Edição de Noticias
Foto: Reprodução

Doze de julho vai ficar marcado como um dia triste para a comunidade coxinense. É que nesta tarde a cidade perdeu seu “Manoel do pão” para o Coronavírus (Covid-19). Ele estava internado no Hospital Regional Rosa Pedrossian, em Campo Grande, e morreu nesta tarde, conforme anúncio da família nas redes sociais.

Muito querido em Coxim, seu Manoel era presença garantida, diariamente, em frente a um dos principais supermercados da cidade, localizado na avenida Virgínia Ferreira. Quem quisesse comprar os deliciosos pães caseiros feitos pela tia Ro já sabia onde encontrá-los. Se não pudesse ir até Manoel, Manoel ia até você, era só combinar.

O jeito simples, os cabelos brancos e a fala mansa conquistaram muitos clientes. Todas esses adjetivos se juntavam a qualidade dos produtos oferecidos pela família. Além dos pães, seu Manoel também vendia deliciosas rosquinhas, trançadas pelas mãos de sua amada. Tinha para todos os gostos, com ou sem cobertura.

O sucesso dos produtos garantiu que a família abrisse uma venda, no encontro das avenidas Mato Grosso do Sul com General Mendes de Morais. Mesmo assim, seu Manoel batia o ponto diariamente em frente ao supermercado, que de uns dias pra cá estava vazio, enquanto ele lutava pela vida.

Além da esposa, Rosalia, seu Manoel deixa filhos e netos. A família ainda não divulgou informações do enterro, mas, deve ocorrer sem qualquer cerimônia, seguindo orientações do Ministério da Saúde, em caso de morte por Coronavírus.

Manoel é a oitava vítima da doença na região norte de Mato Grosso do Sul e a segunda de Coxim. A primeira foi de um homem, de 67 anos. Ambos tinham comorbidades. As outras mortes aconteceram em Alcinópolis (uma), Costa Rica (duas), São Gabriel do Oeste (duas) e Sonora (uma).

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2020.