Força tarefa contra a dengue vistoriou quase 1.500 imóveis em Coxim
Quinta-feira | 27 de Fevereiro de 2020  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quinta-feira | 13 de Fevereiro de 2020    09h40

Força tarefa contra a dengue vistoriou quase 1.500 imóveis em Coxim

Pouco mais de 1.400 imóveis entre residências habitadas e não habitadas, além de lotes urbanos, foram vistoriados pela força-tarefa realizada no sábado (8 de fevereiro), com o objetivo de conscientizar a comunidade e eliminar focos do mosquito Aedes aegypti.

Fonte: Assessoria
Foto: Assessoria

Pouco mais de 1.400 imóveis entre residências habitadas e não habitadas, além de lotes urbanos, foram vistoriados pela força-tarefa realizada no sábado (8 de fevereiro), com o objetivo de conscientizar a comunidade e eliminar focos do mosquito Aedes aegypti.
 A força-tarefa envolveu equipes do Centro de Controle de Vetores, agentes comunitários de Saúde, Vigilância Epidemiológica, Vigilância Sanitária e militares do 47º Batalhão de Infantaria, que percorreram locais conforme o mapeamento em tempo de real das notificações suspeitas de dengue e o índice de infestação do mosquito.
O secretário municipal de Saúde, Franciel Oliveira, na abertura dos trabalhos, agradeceu o envolvimento dos servidores, a parceria do 47º BI, da Câmara de Vereadores, das universidades, das entidades eclesiásticas, do Conselho Municipal de Saúde, da comunidade, entre outras instituições apoiadoras.
Na sequência, foram formadas duplas que se distribuíram por bairros nas proximidades para visitar os imóveis.
No total foram visitados 1.409 imóveis, dos quais 160 havia focos, tendo sido eliminados 1.920 possíveis focos de mosquitos (recipientes que acumulam água que poderiam se tornar foco de larvas do mosquito). Dezenove pessoas foram notificadas e três foram multadas por desleixo. Treze imóveis foram tratados quimicamente para eliminar alta incidência de mosquitos.
"O trabalho diário dos agentes continua de acordo com o monitoramento do levantamento de infestação do mosquito. E a nossa procura por focos não pode parar, deve ser diária. Então pedimos que a população continue colaborando e protegendo suas famílias, procurando focos em suas casas e tomando as medidas para evitar proliferação do mosquito", destacou Franciel. 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2020.