Inverno e banhos quentes: cuidados com a pele e cabelos
Sábado | 19 de Outubro de 2019  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
Quarta-feira | 10 de Julho de 2019    09h40

Inverno e banhos quentes: cuidados com a pele e cabelos

Apesar da sensação agradável, os banhos quentes podem prejudicar a pele e os cabelos. Veja dicas para mantê-los saudáveis nos dias frios

Fonte: Veja
Foto: Divulgação

ocê sempre toma banhos quentes? Imagino que sim, principalmente no inverno, certo? Apesar da sensação agradável do momento, os banhos quentes podem ser bastante prejudiciais, tanto à pele quanto aos cabelos. Por isso, trago o tema – inclusive nessa estação mais fria – para atenção.
As altas temperaturas da água dos banhos, combinadas ao uso de sabonetes, podem fazer com que a função de barreira protetora da pele seja prejudicada: ela fica mais seca e há danos a uma camada superficial de substâncias oleosas que contribuem de maneira significativa para manter a pele hidratada.
Tomar banhos quentes pode não só ressecar a pele como também danificar a sua superfície, contribuindo para a formação de áreas avermelhadas, por vezes elevadas e pruriginosas, que conhecemos como eczema.
Para manter a pele bonita e saudável durante o inverno, é importante tomar banhos mornos ao invés de quentes e tentar reduzir o tempo de permanência no chuveiro em até 10 minutos. Você consegue?
    A hidratação após o banho também é ferramenta essencial: o creme hidratante aplicado sobre a pele logo após o banho evita a desidratação e permite que a camada protetora seja restaurada mais facilmente.
Quanto aos cabelos, os óleos naturais que protegem os fios também são prejudicados no contato prolongado com água em altas temperaturas. O couro cabeludo pode ressecar com a água quente e, em resposta a essa irritação, aumenta a produção do sebo, promovendo mais oleosidade e o aparecimento da dermatite seborreica (caspa).
A melhor maneira de higienizar os fios e controlar o excesso da caspa, é maneirar na temperatura e alternar o shampoo convencional com o específico para seborreia. Mas é importante salientar que, dependendo da gravidade do caso, o shampoo poderá ser menos ou mais concentrado, associado ou não ao uso de medicamentos específicos e, por isso, a indicação pelo dermatologista é fundamental.
Com pequenas mudanças de hábitos é possível manter pele e cabelos saudáveis e bem cuidados durante todo o inverno.
Cuide-se e não esqueça o filtro solar, inclusive no inverno! Quer saber mais? Procure seu dermatologista e cuide da sua pele e dos cabelos. 

www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2019.