• Painel de Controle
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Sexta

24ºMIN34ºMAX

Coxim - Sábado

24ºMIN35ºMAX

Coxim - Domingo

21ºMIN32ºMAX

Coxim - Segunda

20ºMIN30ºMAX

Monstro investigado por oito estupros contra crianças é preso pela polícia
Vítimas do maníaco tinham entre 7 e 12 anos

G1              12/07/2018    09h46
foto: PC/MT

Um homem investigado pela autoria de, pelo menos, oito estupros contra crianças foi preso pela Delegacia Especializada de Defesa da Criança e Adolescente (Deddica), em Cuiabá.  Cid Mauro da Silva, de 45 anos, era conhecido como ‘maníaco da moto’ e classificado como estuprador em série. As vítimas, com idades entre 7 e 12 anos, foram atacadas a caminho da escola, entre 2014 e 2018. Ele teve a prisão temporária decretada pela Justiça e foi preso na segunda-feira (9) quando fazia uma visita no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC). A prisão dele foi divulgada nesta quarta-feira (11). 
Segundo a Deddica, o suspeito foi interrogado na terça-feira (10). Ele confessou a autoria de sete estupros – dos oito a ele atribuídos – e apontou com riqueza de detalhes suas ações criminosas.  Ele disse à polícia que as vítimas eram levadas para região da Ponte de Ferro, em Cuiabá, onde eram violentadas sexualmente e depois deixadas próximo às casas delas. 
Para o delegado Daniel Lemos Valente, ele é classificado como maníaco por ‘agir de maneira cirúrgica, em uma mesma região geográfica (Grande Morada da Serra: bairros Doutor Fábio, Novo Paraíso, região do Barreiro Branco, próximo ao Lixão). Ainda, ele escolhia vítimas crianças dos sete aos 12 anos de idade em situação de vulnerabilidade e desacompanhadas dos pais ou responsáveis. 
Ainda conforme a Deddica, em algumas oportunidawdes o suspeito oferecia para as crianças pequenas quantias em dinheiro ou presentes para que subissem na motocicleta dele.  Em outras situações ele ameaçava e até agredia as vítimas para que seguissem com ele. Cid era procurado desde 2014, época que começou a fazer as vítimas em Cuiabá, prosseguindo nos anos seguintes. 
Em razão da idade precoce das vítimas, e a dificuldade delas de apontar detalhes que auxiliassem os trabalhos de investigação, a identificação do suspeito foi dificultada.
Um retrato falado do estuprador chegou a ser divulgado pela Polícia Civil o que auxiliou os trabalhos de identificação. 

 


   
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Formulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.