• Painel de Controle
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Sábado

20ºMIN36ºMAX

Coxim - Domingo

20ºMIN37ºMAX

Coxim - Segunda

20ºMIN36ºMAX

Coxim - Terça

20ºMIN36ºMAX

Ronaldo defende Neymar e fala sobre as críticas: "Conversa fiada de boteco"
O Fenômeno detonou os críticos de Neymar e em seguida, declarou que seu palpite para o melhor do mundo dessa temporada será o craque brasileiro

Lance              05/07/2018    09h46
foto: Lucas Figueiredo /CBF

Neymar segue sendo um dos principais assuntos dessa Copa do Mundo. Criticado por outras seleções, ex-jogadores e imprensa internacional por conta de simulações, foi a vez de alguém sair em defesa ao camisa 10 da Seleção Brasileira. Em um evento realizado pela Fifa em Moscou, Ronaldo ‘Fenômeno’ não poupou palavras para falar sobre as críticas que o craque vem sofrendo e ainda destacou que a arbitragem está protegendo pouco o jogador.
- O futebol tem muitas visões e interpretações. Eu sou contra essas opiniões. Eu acho que o Neymar usa de maneira muito inteligente a sua mobilidade para se defender de todas as pancadas e porradas que leva durante o jogo. Acho que os árbitros tem sido pouco protetores com ele, principalmente. Eu era alvo de jogadas violentas repetidamente e me sentia injustiçado. Essas críticas são bobagens. O resultado que ele está entregando para a seleção brasileira é maravilhoso. Temos que ser mais técnicos nos comentários e menos conversa fiada de boteco - disse Ronaldo. 
Segundo Ronaldo, a Copa do Mundo pesa muito na hora da votação para decidir quem será o melhor jogador do mundo e o ex-atacante acredita que Neymar conquistará o prêmio esse ano. Com a precoce eliminação de Portugal e Argentina do torneio, o caminho para o astro brasileiro chegar no topo se torna mais plausível, desde que mantenha um alto nível na Rússia e seja protagonista de sua equipe.
- Meu palpite para o melhor jogador do mundo é o Neymar. Apesar de Messi e Cristiano Ronaldo terem feito uma temporada espetacular, o reinado pode acabar. Acho que a Copa do Mundo pesa e o jogador que se destacar na fase final por sua seleção tem uma chance muito maior de ganhar. O Mundial faz toda a diferença. Em 2002 eu não joguei tanto, mas ganhei a Copa e o prêmio -  afirmou o Fenômeno, que completou. 


   
PUBLICIDADE
Dinapoli
PUBLICIDADE
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Formulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.