• Painel de Controle
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Expediente      Anuncie      Assine

-

ºMINºMAX

-

ºMINºMAX

-

ºMINºMAX

-

ºMINºMAX

Pavimentação da BR-419 entre Rio Verde e Rio Negro começa em breve
A pavimentação da BR-419 ocupa grande relevância pois o município e região se transformarão a partir de sua implantação. A primeira frente compreende o trecho de Rio Verde a Rio Negro

Assessoria              20/06/2018    08h22
foto: Assessoria

A pavimentação da BR-419 ocupa grande relevância pois o município e região se transformarão a partir de sua implantação. A primeira frente compreende o trecho de Rio Verde a Rio Negro, a segunda à localidade de Santana, a terceira ao Taboco até Aquidauana. O governo do estado de MS, já aprovou o projeto de impactos ambientais e as obras já devem começar em breve.
A BR-419 interliga a região Norte com a região oeste do Estado, encurtando em 150 quilômetros a distância por via pavimentada entre Rio Verde e Aquidauana, e estabelece uma nova rota de escoamento da produção agrícola oriunda de Mato Grosso e do Norte de Mato Grosso do Sul, via portos de Corumbá e Porto Murtinho, até o Chile, criando a rota bioceânica, para exportação até a China e Japão, encurtando em mais de 10 mil quilômetros a distancia. 
É a gestão Mário Kruger/Dinalvinha Viana, trabalhando para o bem estar de nossa gente. Entre os impactos que nos afetarão regionalmente é possível relacionar alguns itens através de um estudo feito pelo acadêmico de Turismo, Rangel Castilho, que aborda o desenvolvimento de Rio Verde, Aquidauana e Rio Negro. 
* 1º- A inclusão de nossa região numa rota que liga as pontas de produção e consumo mundiais; 
* 2º- A inclusão de Rio Verde e região num dos principais eixos da rota bioceânica, rota que representará uma alternativa aos produtores nacionais para o escoamento de sua produção de carne e grãos pelos portos de Santos/Paranaguá, pois ela encurtará a ligação com a Ásia (principal mercado consumidor de nossa produção) em 7 mil km, em 10 dias e reduzirá em 50% o custo de frete; 
* 3º- A abertura de uma janela que possibilitará a viabilização definitiva dos portos de Murtinho e Corumbá; 
* 4º -A aproximação de municípios que tem na matriz pantaneira a base de suas identidades culturais, mas que hoje estão distantes por uma questão de logística. 
Em relação à realidade local teremos como possíveis ações que nos impactarão: 
* 1º- A valorização de imóveis rurais e urbanos; 
* 2º- O acesso facilitado à região pantaneira e a conseqüente integração/dinamização das atividades econômicas, sociais e culturais nessa região pelo aperfeiçoamento da logística que será muito melhorada.

 


   
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Formulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.