• Painel de Controle
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018
Expediente      Anuncie      Assine

Coxim - Quinta

25ºMIN36ºMAX

Coxim - Sexta

24ºMIN35ºMAX

Coxim - Sábado

24ºMIN34ºMAX

Coxim - Domingo

24ºMIN34ºMAX

MS registra aumento dos homicídios e metade é por arma de fogo
O Atlas da Violência, divulgado ontem, mostra o aumento do número de homicídios em Mato Grosso do Sul entre 2015 e 2016

CG News              06/06/2018    08h33
foto: Divulgação

O Atlas da Violência, divulgado ontem, mostra o aumento do número de homicídios em Mato Grosso do Sul entre 2015 e 2016. Conforme o levantamento, o crescimento foi de 5,8%. No ano de 2015, o Estado contabilizou 634 mortes. Em 2016, foram 671 homicídios. Do total, quase metade (48,6%) foi por arma de fogo. No recorte dos últimos dez anos, entre 2006 e 2016, a série histórica mostra um recuo da violência, com redução de 1,8%. Em 2006, Mato Grosso do Sul teve 683 homicídios. Dez anos depois, foram 671. Em uma década, a violência roubou 7.464 vidas em Mato Grosso do Sul. O ano mais sangrento foi 2009 (725 homicídios). O ano com menor registo foi 2003 (630 homicídios).  A taxa de homicídios em Mato Grosso do Sul, calculada a cada 100 mil habitantes, teve redução na série histórica de dez anos: -15,8% (entre 2006 e 2016). No comparativo entre 2015 e 2016, teve variação de 4,6%.  O Atlas da Violência, produzido pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e pelo FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública), mostra que a taxa de homicídios no Brasil em 2016 foi de 30,3.  Segundo o SIM/MS (Sistema de Informações sobre Mortalidade) do Ministério da Saúde, em 2016 houve 62.517 homicídios no Brasil. “Isso implica dizer que, pela primeira vez na história, o país superou o patamar de trinta mortes por 100 mil habitantes (taxa igual a 30,3)”, informa o levantamento.


   
PUBLICIDADE
Dinapoli
PUBLICIDADE
Contato
  • (67) 3291-3668
  • Formulário
  • Denúncia
  • www.diariodoestadoms.com.br
    Você está no melhor portal de notícias da região norte.