Fotos & Fatos
Sábado | 14 de Dezembro de 2019  |    (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
 (67) 3291-3668  |    67 99983-4015 | 67 99996-1218  
Expediente  |  Anuncie  |  Assine  |  Contato
mais colunas de Elô Dantas
Quarta-feira | 27 de Novembro de 2019
Fotos & Fatos

***Gugu Liberato deixou uma fortuna estimada em R$ 170 milhões para a família. O apresentador, que faleceu na sexta-feira, entrou para a lista das 10 pessoas famosas mais ricas do país.  O ranking da revista “Forbes” é liberado por Silvio Santos, ex-patrão de Gugu no SBT, com aproximadamente R$ 7 bilhões. Seguido por Xuxa, Pelé, Ivete Sangalo e Gisele Bündchen. Apesar do reconhecimento pelo trabalho na TV, Gugu possuía vários tipos de empreendimentos. Ele chegou a ser dono de uma emissora de televisão no Mato Grosso, abriu uma boate com Miguel Falabella em São Paulo, além de ter contratos publicitários e rendas geradas por produtos licenciados e royalties.  

***Rodrigo Faro foi duramente criticado nas redes sociais depois de homenagear Gugu Liberato em seu programa da Record. Isso porque, sem saber que sua imagem estava sendo exibida no programa, perguntou a produção como estava a audiência. Na web, internautas acusaram o apresentador de ter sido insensível e ter se aproveitado da imagem de Gugu para ganhar Ibope.

***O SBT e o Grupo Silvio Santos iniciaram um processo de cortes de gastos em novembro. Silvio Santos, porém, pediu que nenhuma demissão ocorra até 2020 em respeito às famílias dos funcionários. O apresentador acredita que é muito cruel para os empregados e os familiares que as demissões ocorram durante as festas de fim de ano.

***Após ser punido ontem pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, foi ao Twitter se defender.  “Minha manifestação decorre de um sistema de justiça que não funciona, em regra, contra poderosos, e é na omissão e no silêncio que a injustiça se fortalece. O debate dos problemas de nosso sistema é essencial”, disse.  Dallagnol levou uma advertência por ter dito, em entrevista à rádio CBN, que o STF passa a mensagem de leniência a favor da corrupção em algumas de suas decisões.  “A advertência aplicada a mim pelo CNMP por ter criticado decisões de ministros do Supremo, exercendo o direito à liberdade de expressão e crítica, não reflete o apreço que tenho pelas Instituições”, escreveu.

**** Drª Geisa Vidal junto com a turma do VIII Encontro de Capacitação do curso de auxiliar de Saúde Bucal oferecido pela Clinica, que se encerrou no último sábado.
www.diariodoestadoms.com.br
© Copyright 2013-2019.